terça-feira, 12 de maio de 2009

Confundir a cidade com o mar de Richard Zimler


Richard Zimler é um dos meus autores favoritos. Por isso, logo que vi um novo livro seu à venda, comprei de imediato sem sequer cuidar de ler a sinopse ou fosse o que fosse.

Pois bem, trata-se de um livro de contos (16) escrito, portanto, num registo completamente diferente daquele que o autor nos habituou nos seus romances.

Sempre com uma escrita culta, utiliza por vezes uma linguagem rude, chocante até. Vai passando por temas diversos, alguns bastante polémicos e de difícil abordagem, centrando-os sempre nas relações entre as pessoas, na sua dificuldade, nos sentimentos, nas suas consequências, nas emoções.

Embora a leitura de contos não seja o meu tipo de leitura favorito (deixa muito à imaginação do leitor; pode ter interpretações muito diversas, é muito mais aberto), devo dizer que tirei um grande prazer da sua leitura.

Os contos que melhor resultaram, no meu ponto de vista, foram os mais extensos, talvez porque se aproximem mais do romance e eu considerar Richard Zimler um romancista por excelência.

Sem comentários:

Publicar um comentário